8 Micro-SaaS e R$1.3M de ARR depois: atualização do estudo de caso de Jonatan Fróes

O que o empreendedor Jonatan Fróes fez após 8 negócios de Micro-SaaS

Bruno Okamoto
12 Min de leitura
8 Micro-SaaS e R$1.3M de ARR depois: atualização do estudo de caso de Jonatan Fróes

Construindo uma holding de Micro-SaaS

Este artigo é uma continuação do estudo de caso do Jonatan Fróes – o empreendedor brasileiro com 8 Micro-SaaS e um MRR de R$130k ao mês.

Diferentemente do que apresentamos no outro artigo, este é um pouco mais técnico e focado em aprendizados sobre construir e crescer vários Micro-SaaS.

Quer participar da primeira e maior comunidade de Micro-SaaS do Brasil?

  • Conheça todas as novidades do mercado
  •  Faça networking
  •  Troque informações e conhecimento com profissionais de tecnologia, marketing e negócios

 Junte-se a mais de 5.000 profissionais em nossa Comunidade de Micro-SaaS BrasilConheça aquiÉ Grátis!

O antes e depois do negócio de Micro-SaaS de Jonatan Fróes

O primeiro artigo foi publicado em maio de 2022 e, na época, Jonatan tinha 4 Micro-SaaS junto com seus 2 sócios. O MRR estava beirando R$75k com os 3 full-time no projeto.

O maior desafio da Nups (empresa do Jonatan e seus sócios) era não ter todo o faturamento dependente da sua “nave mãe” – o Micro-SaaS Meugrupovip – porque os sócios sabiam da fragilidade de depender de uma ferramenta terceira, como o WhatsApp.

Tendo isso em mente, Jonatan e seus sócios resolveram diversificar os negócios e construir outros projetos. Este artigo é um mais técnico, porque trata de aprendizados que surgiram entre o saldo de R$75k e R$130k de MRR e o aumento de mais 8 Micro-SaaS no portfólio.

Murilo a esquerda. Jonatan no meio e o André na direita.

Portfólio de negócios de Micro-SaaS de Jonatan Fróes

1. MeuGrupoVip (Redirecionamento e Automação);

2. Clonou;

3. Otimizads

4. Vyz Notas;

5. Mais Barato Aqui – QR Code para encarte digital de supermercados (em fase de lançamento) ;

6. Congresso VIP – Realizamos em média 6 eventos por ano. Não tem sistema, é tudo no wordpress (faturamento bruto médio de 15k por evento);

7. Ligado Sempre Apps – site e apps para monetizar via adsense (20 USD de MRR);

8. Converteu – Recuperação de Boletos via wpp;

Alguns números: 

+ 30 mil lançamentos 

+ 250 mil grupos Gerenciados 

+ 65 Milhões de redirecionamentos únicos 

→ O maior lançamento teve 633 grupos.

Lições práticas que Jonatan Fróes aprendeu com seus negócios de Micro-SaaS

“Scratch your own itch” – Busque problemas ao seu redor

A Nups aproveitou bem a sua base de clientes e uma estrutura de suporte extremamente ágil e personalizada para mapear oportunidades e dores do seu público. Foi assim que surgiram algumas ideias de Micro-SaaS.

Construir uma audiência ou uma comunidade não precisa ser necessariamente em torno do empreendedor, mas pode ser em torno de uma empresa. Uma forma de fazer isso é ter um relacionamento próximo com os clientes, como em um grupo de WhatsApp.

Novas funcionalidades = oportunidades

As pessoas pedem muita funcionalidade e o segredo é identificar o que elas realmente querem. Para Jonatan, muitas das features que pedem são complementares e não essenciais e, quando você entende isso, você sabe que as pessoas não vão dar churn porque a proposta de valor para seu público alvo está entregue.

Testando MVP’s (cross-sell)

Meugrupovip, principal negócio da Nups, é uma ferramenta que faz a gestão de grupos de Whatsapp para pessoas que têm vários grupos. A dor que essa ferramenta resolve é bem simples: faz a gestão de vários grupos no WhatsApp.

A parte de criação, modificação e exclusão de grupos nunca foi o core business da ferramenta, mas Jonathan percebeu que vários clientes pediam por funcionalidades parecidas.

Os sócios decidiram, então, desenvolver um MVP e criar um banner dentro do próprio sistema do Meugrupovip (na página de login, mais especificamente), e quando os próprios clientes da ferramenta clicavam no link eram redirecionados para o WhastApp de um dos sócios, para que, assim, ele agendasse um bate papo a fim de apresentar e vender a ferramenta. Um a um.

Com o passar dos meses, esse novo módulo ficou responsável por 30% do faturamento do Meugrupovip, que hoje está em R$130k de MRR.

Foi uma ótima forma de validar um novo produto antes de lançar para o público

Foram 6 meses de testes até julho e então decidiram abrir para todo o público.

Tava em fase beta, tem suas limitações, mas, mesmo assim, todos quiseram testar

Montando um Centro de Serviço Compartilhado

O quadro societário é composto por 1 sócio Dev, 1 sócio de suporte/vendas, e 1 sócio de marketing/negócios. Quando o portfólio de projetos começou a crescer, precisaram decidir entre contratar novas pessoas ou aprender a terceirizar serviços.

Logo, decidiram fazer alguns testes para ver qual seria o melhor caminho:

  1. Contrataram 2 desenvolvedores freelancers pagando por hora. Dessa forma, podiam terceirizar pequenas funcionalidades e testar o conhecimento deles.
  2. Contrataram 2 estagiários de suporte. Encontraram pessoas próximas (de preferência amigos ou conhecidos) para ajudar no suporte das empresas.
  3. Terceirizaram o marketing. Fizeram pequenos testes de como terceirizar marketing com parceiros e fornecedores.

SaaS é relacionamento. Então, o segredo é construir isso bem com seus clientes

Aqui quero deixar uma reflexão sobre o artigo do Product Marketfit para Micro-SaaS que escrevi: Retenção é fundamental, e um dos principais meios de retenção é ter um suporte próximo dos seus clientes, o que requer tempo e investimento.

É importante ter o suporte dentro de casa e muito bem feito

Definição dos papéis e responsabilidades

Isso me traz ao próximo ponto. Para que a terceirização e a contratação de poucas e próximas pessoas funcione, é importante que esteja muito claro o papel de cada pessoa na organização, ainda mais devido ao fato de haver vários produtos.

Velocidade X Intensidade (saindo do operacional)

Uma das lições aprendidas sobre começar a montar um portfólio com vários projetos é que não dá mais para fazer tudo dentro de casa. E o processo de terceirização é lento.

Se fosse eu, faria em 1 semana. Terceirizando, foram 2 meses, mas, dessa forma, a gente ganhou um tempo e testou vários fornecedores

Mas, como comentei em outro artigo, o Micro-SaaS é um laboratório de novas habilidades, e terceirizar e gerir, juntamente, é uma nova habilidade.

A transição é gradativa, por isso, não se pode ter pressa com Micro-SaaS.

“Roma não foi construída em uma noite”

Centralização da operação em um único negócio

Os três sócios trabalham no suporte em todas ferramentas, ou seja, não separam por Micro-SaaS.

Sistema de suporte da Nups

Peguei uma ideia sua. Centralizar tudo em um lugar, então, no caso, todos prestam suporte para todas as ferramentas e não individualmente

O que isso gerou?

Isso reduziu custo porque um sistema tem demanda maior e outros nem tanto, além da facilidade de implementar.

Por exemplo, a base de conhecimento serve para todos os sistemas, e não há bases separadas. Assim, fica mais fácil de montar documentação. O sistema de tickets de suporte funciona para todos, também. Blog e redes sociais, igualmente, para todos. Então, fica mais fácil de fazer a gestão.

Distribuição de tempo no portfólio

  • 90% na nave mãe (Meugrupovip). Responsável por 90% do MRR.
  • 20% em novos projetos.
  • 20% nos projetos em desenvolvimento.

As coisas não acontecem muito rápido no mundo do Micro-SaaS

Para montar um sistema de atendimento, é preciso pesquisar, testar e bater o martelo. Como é uma equipe enxuta, não é possível fazer uma avalanche de coisas ao mesmo tempo, então, trabalham em várias coisas, mas, dando pequenos passos em cada frente.

O segredo é fazer sempre por bloco, porque se tentar fazer as coisas de forma muito rápida isso sobrecarrega e acabamos não saindo do lugar

Parcerias estratégicas como forma de aumentar portfólio

Murilo, o sócio desenvolvedor, tinha um amigo que trabalhava com um Micro-SaaS de gestão de oficinas. Seu amigo comentou sobre um novo módulo que estava desenvolvendo para emissão de nota fiscal de serviço.

A partir disso, a Nups resolveu fazer um teste: trazer esse módulo como um Micro-SaaS e revender para sua base de clientes.

50/50 na sociedade do negócio e nos resultados

O Micro-SaaS Vyznotas surgiu assim (inclusive, todo o front foi terceirizado como um teste por um membro da comunidade Nova Economia do Micro-SaaS), e foi disparado para toda a base de clientes – trazendo 4 novos por mês propositalmente, porque não querem acelerar o processo.

O desafio deste negócio é que cada prefeitura tem um padrão de emissão de nota fiscal, então, para garantir que estão dando foco certo, só estão montando a integração depois que o cliente paga.

O cliente paga a primeira parcela e a Nups pede 7 dias para construir a integração

Me lembra muito a famosa frase:

“Do things that don’t scale” (Faça coisas que não escalam)

Qual o maior desafio em ter vários Micro-SaaS?

Gerir e delegar se resumem em um grande desafio – porque você é muito centralizador quando você monta os primeiros Micro-SaaS. A curva de aprendizado é grande.

O que acertaram desde o início e vão fazer sempre

Relacionamento. Por mais que a venda seja automática, para o cliente é muito importante que você esteja sempre disponível. É muito difícil alguém ter um suporte elogiado, independentemente de ferramenta ou de tamanho.

Próximos passos

Não querem ficar mais reféns do WhatsApp (sua nave mãe é construída em cima dele), então, o foco é pulverizar a receita o máximo possível. Hoje, sua nave mãe que é o Meugrupovip, que representa 90% do faturamento, sendo assim, precisam quebrar/mudar essa situação urgentemente. O maior foco agora é melhorar a estrutura comercial e alavancar as vendas dos outros projetos.

Curiosidade Bônus: Política deu um salto gigante no ARR

Com a determinação do TSE de proibir o envio de mensagens em massa, os políticos passaram a criar vários grupos de WhatsApp. Assim, o Meugrupovip bombou. De maio, quando foi publicado o primeiro artigo, até novembro, o faturamento dobrou e a política teve uma grande participação nisso, por conta dos políticos usando o Meugrupovip. Tudo orgânico, com candidatos pesquisando no Google e batendo na porta.

A ferramenta foi usada até por um candidato à Presidência da República

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário