Product Market Fit aplicado ao Micro-SaaS

Entenda o que é Product Market Fit dentro do mercado de Micro-SaaS

Bruno Okamoto
6 Min de leitura
Micro-SaaS: o que é Product Market Fit para um lifestyle business

Quais são os estágios de uma startup?

De forma resumida:

  1. Ideia
  2. Conceito
  3. Dedicação & visão
  4. Validação
  5. Scala
  6. Scale-up

Quer participar da primeira e maior comunidade de Micro-SaaS do Brasil?

  • Conheça todas as novidades do mercado
  •  Faça networking
  •  Troque informações e conhecimento com profissionais de tecnologia, marketing e negócios

 Junte-se a mais de 5.000 profissionais em nossa Comunidade de Micro-SaaS BrasilConheça aquiÉ Grátis!

Fonte: Blog da Astella VC

Etapas de Startups

Problem solution fit [Etapa anterior ao MVP]

Esta etapa abrange a pesquisa e o desenvolvimento de novas soluções com o objetivo primário de ter uma visibilidade maior a respeito do que o cliente precisa, e se a solução faz sentido para ele.

Quando uma dor é mapeada e identifica-se que é tão grande que as pessoas estariam dispostas a pagar para resolvê-la, as empresas têm a possibilidade de focar em diferentes soluções que venham a solucionar o problema de forma significativa para o cliente. 

Um fato curioso é que muita gente acha que PSF (problem solution fit) pode ser feito com uma landing page e algumas entrevistas, mas, não é isso. Nem de perto.

Algumas perguntas para ajudar a refletir sobre PSF:

1. O problema é realmente um problema que outras pessoas possuem?

2. Como as pessoas resolvem esse problema atualmente?

3. A minha solução vai fazer grande diferença em relação à solução atual?

Product Market Fit [Etapa anterior a escala]

O termo de PMF (product market fit) foi inicialmente desenvolvido e discutido por Andy Rachleff, da Benchmark Capital e Wealthfront, e Don Valentine, da Sequoia Capital. Mas foi Marc Andreesen, da a16z, que publicou sobre o conceito no seu texto The only thing that matter, de 2007, sendo incorporado aos playbooks de construção de Startup

Estar em um bom mercado com um produto que satisfaz esse mercado

Marc Andreesen
Fonte: Blog da astella – Escalando o PMF

Encontrar um PMF significa, basicamente, que você descobriu com clareza quem são seus clientes, em quais canais eles estão, quanto eles estão dispostos a pagar, e por quanto tempo e quão rápido você consegue vender e entregar a solução.

Curiosidade sobre PMF

Sean Ellis, um dos maiores especialistas estudiosos de Growth Hacking, descobriu em suas pesquisas que uma métrica chave para indicar o PMF é perguntar aos seus usuários como eles se sentiriam se não pudessem mais usar o seu produto?

Depois de pesquisar com centenas de Startups que rodavam o processo de Customer Development, Sean Ellis também descobriu o número mágico de 40% que indicaria o PMF.

Relação entre PMF e Micro-SaaS

Um Micro-SaaS busca trazer mais receita com menos esforço possível para o empreendedor.

Esse é o racional simples de um Micro-SaaS.

Como já se sabe, a grande maioria nasce de um projeto paralelo, sem grandes intenções, com o objetivo de gerar receita o mais rápido possível, no curto prazo, sendo o mais enxuto possível.

Escalar um Micro-SaaS é um desafio, pois requer que o empreendedor desenvolva novas habilidades (como marketing ou vendas, por exemplo), ou dedique mais tempo ao projeto (o que, muitas vezes, não é o objetivo). Nesse caso, alguns empreendedores até recorrem à terceirização de processos ou buscam por um sócio comercial para complementar o projeto.

A verdade é que encontrar um PMF para Micro-SaaS é uma tarefa muito difícil, e são poucas as pessoas que conseguem fazer isso (e, às vezes, isso acontece mais por sorte do que por conhecimento).

Se aplicarmos o conceito de PSF para um Micro-SaaS, ao meu ver, para o empreendedor, o principal desafio durante seu MVP/MLP não é o produto, mas, sim, a proposta de valor que se propõe a criar vs tamanho da dor do público.

Já o PMF para Micro-SaaS deve ser medido pela retenção, em vez de escala.

Retenção ideal

Reflexões

1. A maioria dos Micro-SaaS nascem para resolver uma ou duas dores em um nicho. Assim, naturalmente, seus canais vão saturar. Seja os canais pagos ou a via orgânica, pode acontecer de surgir mais concorrentes no meio do caminho, ou de o mercado simplesmente ser muito pequeno. Claro, há excessões.

2. Em um determinado ponto do projeto, as demandas de suporte e de vendas vão se tornando maiores, fazendo com que o empreendedor ou contrate mais pessoas, ou dedique mais tempo ao projeto. Por vezes, inclusive, para que a solução se torne a fonte de renda primária, ele precisa decidir se escala o projeto ou estabiliza para poder se dedicar a outros simultaneamente.

Retenção passa a ser a chave do sucesso para um negócio lifestyle business. Se a retenção é baixa, o esforço para trazer novos clientes acaba sendo maior, consecutivamente os custos também.

E para reter, você precisa ter clareza da proposta de valor do seu produto e do seu público alvo.

Principais métricas para um Micro-SaaS

Métricas base de sucesso para um Micro-SaaS

1) 30% de crescimento ano (2,5% a/m);

2) 80% de margem bruta;

3) 120% de retenção de receita;

Isso não se aplica caso seu SaaS tenha valor fixo de mensalidade. Retenção de receita é uma métrica focada em receita elástica (ex: cobrança por quantidade de usuários).

4) CAC > LTV pelo menos 3x min – 5x ideal.

Fonte: Blog Astella

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário